domingo, 7 de agosto de 2016

Sempre seria você...


 


E sentir-me frágil depois de tanto tempo, foi um choque inesperado.
Olhei-te com ternura, estávamos os dois lado a lado, mãos próximas e em um segundo, envoltas uma na outra, sua voz, seu sorriso, era tudo igual e seu cheiro, misturando ao meu, era como se eu nunca tivesse partido. E sentir-me frágil depois de tanto tempo, abalou-me, deixou-me desconcertada, era você, éramos nós dois, era tudo a nossa volta que fazia sentido naquela hora, mesmo negando-te por tanto tempo, percebi que era um caminho sem volta, eu fazia parte da sua história e você da minha... E chocou-me perceber que nada havia mudado dentro de mim, era você, por mais que eu tentasse resistir, negar, mentir, sempre seria você...

Diana Lestan

Nenhum comentário:

Postar um comentário